Cerca de 13 toneladas de peixes morrem em água poluída entre dois reservatórios de usina no Rio Teles Pires em MT
12/02/2019 07:25 em Novidades

Uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual pede à Justiça a suspensão do enchimento do reservatório da Usina Hidrelétrica Sinop, em Itaúba, a 599 km de Cuiabá, e o fechamento imediato do Sistema de Transposição de Peixes da Usina Hidrelétrica de Colíder, após 13 toneladas de peixes morrerem no Rio Teles Pires.

 

Nesta segunda-feira (11), o Poder Judiciário estabeleceu o prazo de 24 horas para que a Procuradoria Geral do Estado se manifeste sobre o caso.

Conforme o MPE, peritos do MP e da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) contabilizaram até sexta feira (8) mortes de 13 toneladas de peixes.

 

Aproximadamente 4,5 toneladas foram recolhidos e descartados em valas sanitárias.

O objetivo é evitar que continue ocorrendo mortandade de peixes no Rio Teles Pires, que está com a água poluída entre os dois reservatórios. A ação foi proposta no último sábado (9).

 

A Companhia Energética de Sinop também deverá ser notificada a cessar o enchimento do reservatório e aumentar gradativamente a vazão a jusante para esvaziamento parcial e retirada significativa do material vegetal que está submerso.

 

Na ação, o MP também requereu liminarmente a indisponibilidade de bens e valores da empresa responsável pela usina, no montante de R$ 20 milhões, para garantir a efetividade da eventual condenação para fins de reparação dos danos advindos da mortandade de peixes ocorrida entre os dias 4 e 8 de fevereiro.

Além das companhias energéticas, o estado também figura no polo passivo da ação.

COMENTÁRIOS