Criança de Agua Boa que contraiu dengue hemorrágica recebeu alta hospitalar

Rafaella Bissolotti estava internada em uma UTI na cidade de Cáceres

Desde o momento da constatação que a pequena Rafaella Hebrle Bissolotti de apenas seis meses de vida havia contraído dengue hemorrágica, foram dias de aflição e preocupação por parte dos pais Ezequiel e Silvana, dos demais familiares, amigos e inúmeras pessoas da sociedade.
 

A gravidade da situação fez com que ela tivesse que ser levada às pressas para uma UTI infantil na cidade de Cáceres. Para a locomoção, foi utilizada uma aeronave tipo UTI, o embarque aconteceu no dia treze de abril.
 

Após a internação, Rafaella passou por cuidados de uma equipe médica especializada, foram dias de muita expectativa. Inicialmente devido ao estado grave em que ela se encontrava, porém, com o passar dos dias, e as intervenções clinicas ela deu início a um processo de recuperação animador
 

Segundo familiares, outro detalhe que foi fundamental para a recuperação da pequena Rafaella, foi a corrente de otimismo que se formou sobre o caso, envolvendo além dos familiares, pessoas próximas, amigos e até mesmo pessoas mais distantes, que tiveram conhecimento do fato e que elevaram seus pensamentos com fé e esperança, através de muitas orações.
 

No último dia trinta de abril, Rafaela recebeu alta hospitalar. Sem dúvida o momento mais aguardado por todos.
 

Neste domingo dia dois, depois de dezessete dias, a família voltou para casa e foi recepcionada com muita festa, familiares e amigos se reuniram para dar as boas-vindas, e claro, agradecer a Deus pela recuperação e pelas bênçãos recebidas.
 

Lembrando que a pequena Rafaella foi vítima do mosquito Aedes Aegypti, o mosquito que transmite a dengue.
 

A dengue hemorrágica é uma reação grave do organismo ao vírus da dengue, que leva ao aparecimento de sintomas mais sérios que a dengue clássica e que podem colocar em risco a vida da pessoa, como alteração dos batimentos cardíacos, vômitos persistentes e sangramentos, que podem ser nos olhos, gengiva, ouvidos e/ou nariz.
       

 

 

Liberdade News